Segunda-feira, 12 de Maio de 2008

Espero...

 

 

É angústia. Veio de pantufas como um lince se aproxima da sua presa. Não reparei a tempo e ela atacou-me e fincou as suas garras fundo na minha garganta. Esta melancolia e apatia começam a revelar o que está por baixo disto. A impressão do estômago assemelha-se a algumas que já tive... noutras angústias. Estou mesmo muito desamparado. Preciso que me segurem, que me dêem a mão e que me aceitem como sou, sem preconceitos. Mas isso não vai acontecer, porque o amparo que eu preciso é outro, um pouco mais distinto da amizade.
E choro. A minha solidão e isolamento revelam-se pelas minhas lágrimas de profunda dor, que, têm vindo a emergir ao longo das últimas semanas. Como é que eu não reparei? Ando com a mesma impressão no estômago á 3 dias seguidos, começo a sentir-me mal disposto fisicamente. Estou a saturar. Não sou de ferro, começo a fraquejar, quando ouço as belas histórias que eu não consigo ter. Ai, como eu invejo os felizes. A sua felicidade é a causa da minha miséria.

E fecho-me. Em mim, no aglomerado de mágoa que é a minha alma, no meu ser, na minha mente e minhas filosofias. Tento abafar o que estou a sentir, mas torna-se difícil. Muito mesmo. Ando afastado de tudo, das conversas com os meus amigos, das minhas saídas. Salvo algumas e raras excepções começo a não ter paciência para muito mais. Odeio sentir-me assim, estou a ser possuído por um sentimento do qual tenho um medo incrível. Tanto pode durar dias, como meses ou anos. Estou a cair num poço sem fundo.
E penso. No passado, no presente e no futuro. No que foi , no que é e no que será! Mas as conclusões escasseiam... sinto-me tão só...

E espero. Espero... muito.

sinto-me: Em baixo...

publicado por miguel_sousa às 08:57
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 2 de Maio de 2008

Tristeza...

 

 

A tristeza bateu
á minha porta,
entrou devagarinho
deixou-me assim
triste
frio
sozinho
com uma dor
que teima em não passar
deixa-me com um nó na garganta
com uma ansiedade impar
acabou com o calor
que se acomodou
deixou-me sem animo
parece que algo me bateu
vontade de continuar...
a tristeza entrou na minha alma
não sei se veio para ficar
é certo que chegou
eu sem vontade de lutar
o céu de negro pintou
o azul assim partiu
o breu tudo entranhou
a vida foi quem o sentiu
eu já não sei quem sou
a tristeza já se instalou...

sinto-me: triste...

publicado por miguel_sousa às 11:46
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 38 seguidores

.pesquisar

 

.Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Espero...

. Tristeza...

.arquivos

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Setembro 2006

. Abril 2006

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Para ti avô

. Acto de Fé...

. 12 Palavras por ti...

. Silêncio e tanta gente...

. Mais uma descrição do Amo...

. O Amor em 4 etapas...

.subscrever feeds